Month: setembro 2017

Pronto Socorro realizou uma média de 159 consultas por dia em agosto

Colaboradores, equipes de enfermagem e corpo clínico vêm trabalhando com
muito empenho para realizar um atendimento de qualidade e humanizado.

11santacasa

A Santa Casa de Misericórdia de Descalvado divulgou nesta semana um balanço dos atendimentos realizados no último trimestre, no Pronto Socorro Municipal. Os números referem-se aos meses de junho, julho e agosto de 2017.

No mês de agosto, o número de atendimentos chegou a 4936 [uma média de 159 consultas/dia]. Cerca de 88% destes atendimentos referem-se à pacientes do Sistema Único de Saúde, o SUS. Também é possível notar que esses atendimentos são frequentes no horário diurno, mas existe um horário de pico de atendimento, entre as 18h00 e 23h00. Os números também revelam que houve um aumento de 8,8% nas consultas em relação ao mesmo período de 2016, somente para os atendimentos prestados ao SUS.

Os dados divulgados esta semana pela administração da Santa Casa revelam a exata dimensão do quanto a entidade – e os profissionais que prestam atendimento no Pronto Socorro Municipal -, vêm trabalhando para acolher e atender de forma eficaz todos os pacientes que procuram pelos serviços de urgência e emergência.

O período de maior fluxo é entre as 18h00 e as 23h00, onde a procura de pacientes pelo atendimento médico aumentou 17,9% de junho a agosto/2017, passando de 1.030 atendimentos em junho para 1.214 em agosto. Somente no mês de agosto, o número de pacientes que procuraram pelo serviço neste intervalo de apenas 5 horas, representou 28,2% do total de atendimentos feitos no Pronto Socorro Municipal. A provedoria da entidade tem negociado com a administração municipal a necessidade de um segundo plantonista para o horário de maior fluxo, possibilitando maior agilidade no atendimento.

Desde o mês de maio, o Pronto Socorro Municipal passou a acolher os pacientes que procuram pelo serviço de Pronto Atendimento por meio do sistema de ‘Acolhimento com Classificação de Risco’, método recomendado pelo SUS e que também é utilizado por diversas instituições particulares. O ‘Acolhimento com Classificação de Risco’ é uma ferramenta da Política de Humanização utilizada nos serviços de urgência e emergência, que visa avaliar e identificar os pacientes que necessitam de atendimento prioritário, de acordo com a gravidade clínica, potencial de risco, agravos à saúde ou grau de sofrimento.

Após o período de implantação/adaptação do ‘Acolhimento com Classificação de Risco’ no Pronto Socorro, houve melhorias na ambiência da recepção, na sala de espera e na sala de acolhimento e a população atendida tem respondido de maneira satisfatória o empenho do serviço.

RECONHECIMENTO – A provedoria entende que ainda há muito a ser feito, mas ao contrário do que vinha ocorrendo até a poucos meses atrás, a entidade passou a receber diversos elogios bem como o reconhecimento da população sobre os serviços que vêm sendo prestados.

O Provedor da Santa Casa de Misericórdia, Sidnei Pizza, afirmou que a administração da entidade está buscando ouvir as demandas da população e sobre a qualidade do atendimento, e reconhece o esforço e dedicação de seus colaboradores.

*Da Assessoria de Imprensa Voluntária da Santa Casa de Misericórdia de Descalvado