PROJETO “SANTA CASA CONVERSA”

Entrevistas e conversas sobre a nossa Santa Casa

Iniciamos uma série de conversas com profissionais ligados à Santa Casa com o objetivo de manter a população acompanhando todas as informações sobre a Santa Casa e sobre saúde em geral.

Na primeira conversa teremos o Provedor Sidnei Pizza falando sobre os avanços e dificuldades do hospital durante a sua gestão:

Santa Casa: A entidade recebeu várias verbas em 2019. Você considera que foi suficiente para suprir as necessidades da Santa Casa?

Sidnei: Ainda há algumas coisas que não conseguimos fazer totalmente, como colocação de um guarda para o Pronto Socorro, manutenção predial, de equipamentos e de ambulância, além de algumas outras situações, como: uniforme, lençol, entre outros.

Mas, tivemos uma emenda parlamentar federal no valor de R$ 200.000,00 que nos auxiliou na compra de medicamentos e materiais hospitalares Foi possível avançar em manutenções e cumprimento dos compromissos com fornecedores. Como o recurso veio no segundo semestre, passamos um período de dificuldades com aquisição de medicamentos, mas hoje conseguimos manter um pequeno estoque dos medicamentos mais usados.

Os maiores valores de despesas do hospital são com médicos, seguido do quadro de funcionários. A Santa Casa oferta hoje, cerca de 94% dos serviços ao SUS e a complementação do pagamento das despesas (inclusive médico e RH) com alimentação, higiene, material de escritório, serviço de contabilidade, advocacia, sistema de informação, material para RX, energia, dedetização, laudos para utilização de RX, material para cirurgia (inclusive ortopédica), telefone, entre outros, é feia pelos serviços Não/SUS (convênios e particulares), pelos eventos realizados e pelo auxílio da população em geral.

Contamos também com o apoio de toda a população com carnês e doações que muito auxiliam, sobretudo na alimentação, produtos de higiene e pagamentos de fornecedores.

Santa Casa: Como foram utilizadas as verbas recebidas em 2019?

Sidnei: A Prefeitura faz convênios com a entidade para realização de alguns serviços SUS: internação, urgência, transporte, RX, cirurgias.

Os valores recebidos são utilizados para pagamento dos médicos, com uma média de R$ 250.000,00 por mês (Pronto Socorro e Sobreaviso de especialidades) e o pagamento dos colaboradores, com uma média mensal de R$ 230.000,00.

Com os recursos federais (SUS/MAC) realizamos o pagamento dos médicos (internação/SUS), gases medicinais, medicamentos e materiais hospitalares.

Com os recursos recebidos para realização das Cirurgias Eletivas (Mutirão) foram pagos os médicos, laboratório e material hospitalar para o Centro Cirúrgico.

Havia necessidade de pagamento de mais um mês (de médicos e RH) pelos serviços prestados para a Prefeitura para adequação do Convênio dentro do prazo de vigência. Para resolução dessa situação a Prefeitura repassou o valor de R$ 250.000,00 e a Santa Casa utilizou uma emenda federal de custeio no valor de R$ 170.000,00, além do reforço do recurso MAC recebido no final do ano no valor de R$ 19.000,00, além de recursos outros recursos advindos de convênios e MAC. Com isso foi possível pagar os médicos e colaboradores no final de 2019.

Em 2019, a entidade ainda recebeu:

R$ 200.000,00 – emenda Federal (incremento MAC): utilizada para aquisição de medicamentos e materiais hospitalares e manutenções.

– R$ 100.000,00 – emenda estadual: Reforma elétrica 1ª fase (obra de Entrada de Energia Elétrica. Instalação de Padrão adequado as normas da CPFL)

– R$ 250.000,00 – emenda estadual: aquisição de medicamentos e 2ª fase da reforma elétrica. (Obra de instalação de uma nova infraestrutura elétrica).

R$ 600.000,00 – Emenda Federal: aquisição de equipamentos – estão sendo comprados para entrega no início de 2020

R$ 140.000,00 – Recurso destinado pela justiça do trabalho de Porto Ferreira: Reforma do telhado da parte inferior da Santa Casa e reforma de um quarto

– R$ 20.000,00 – Reforma de um quarto para 2020.

Tivemos ainda a contribuição do Bingo R$ 30.167,00 e Leilão R$ 49.200,00 realizados por nossos parceiros. Estes recursos auxiliaram na manutenção mensal das despesas e acerto de dívidas com fornecedores do município. Para realização do Bingo a entidade ganhou 01 moto da Usina Ipiranga que foi fundamental para o sucesso do evento.

Todas as contas da Santa Casa são acompanhadas e auditadas por empresa de Auditoria Externa. A prestação de contas segue as normativas do Tribunal de Contas e prerrogativas dos convênios.

Santa Casa: Como você avalia o atendimento do Pronto Socorro?

Sidnei: Atualmente, o Pronto Socorro atende mais de 5.000 pessoas por mês. Toda a equipe se empenha para atender com qualidade toda a demanda. Em 2016, a média diária de atendimentos era de 136, passando a 169  atendimentos por dia em 2019. São realizadas  consultas, curativos, aplicação de medicação, verificação e PA e atendimento a urgências em geral. Tudo isso sem contar os transportes com ambulância dentro e fora do município. Esta demanda acaba, sobretudo quando há urgência, provocando a demora no atendimento o que é preciso ser compreendido pela população. Temos um quadro de médicos altamente qualificado, bem como toda equipe de enfermagem, recepção e higiene.

Temos solicitado a colocação de 2 médicos no período diurno para melhorar esse fluxo, mas até o momento não foi possível, mas foi reforçado o atendimento médico nos finais de semana e feriados, nos quais haverá 2 médicos das 10h00 às 22h00. Também foi colocado mais um enfermeiro para auxílio na classificação de risco no período diurno.

O espaço físico não é adequado para o atendimento da atual demanda. Por isso, nos empenhamos em solicitar que as emendas impositivas dos vereadores fossem destinadas para a reforma do Pronto Socorro. Conseguimos que fosse destinado o valor de R$ 270.342,00 (2019) e R$ 251.428,00 (2020). Temos a expectativa de que esta reforma ocorra em 2020.

Santa Casa: Quais as suas expectativas para 2020?


Sidnei: Tenho certeza que será um ótimo ano e toda nossa equipe tem muitos desejos:

  1. Efetivação da reforma do Pronto Socorro, pois já foi disponibilizada verba impositiva dos vereadores dos anos de 2019 e 2020.
    1. Finalização da reforma da parte elétrica
    1. Aquisição de equipamentos para o Hospital, Centro Cirúrgico e Pronto Socorro
    1. Verbas de apoio ao custeio para fechamento do balanço mensal
    1. Colocação de mais um médico no período diurno no Pronto Socorro
    1. Reforma de mais quartos de internação (ou de toda a internação)
    1. Adequação do RX e do Centro Cirúrgico
    1. Colocação de um guarda no Pronto Socorro
    1. Aquisição de uma ambulância adequada ao Pronto Socorro (UTI)
    1. Adequação salarial dos colaboradores e sobreaviso de especialidade médica.
    1. Implantação de Prontuário Eletrônico no PS e internação.

Santa Casa: Você gostaria de falar mais alguma coisa?


Sidnei: Encontramos a Santa Casa em 2016 em uma situação precária, pois além de dívidas, havia um grande problema na estrutura física e organização do atendimento. A situação do telhado era caótica. Hoje ainda temos um grande risco em relação à situação elétrica, porém, já conseguimos recursos para resolução a médio prazo. Os colaboradores estavam sem reajuste e com cestas básicas atrasadas, não havia classificação de risco, não eram feitos os testes neonatais e nem reuniões das comissões obrigatórias. Aos poucos estamos restabelecendo o único hospital do município e esperamos ter cada vez mais um atendimento de excelência.

Tudo isso foi possível com a parceria de toda população, vereadores, prefeitura municipal, corpo clínico, colaboradores e tantos outros a quem nos dedicamos nosso muito obrigado.

As portas da Santa Casa está aberta a quem quiser participar e saber mais.

Ainda temos muito que avançar e continuamos contando com a colaboração de todos.

Posted on: 24 de janeiro de 2020